Quem Somos
Notícias e Eventos
Oportunidades
Projetos
Projeto "Pegada Ambiental" - FEMA
Desenvolvimento Sustentável
Proteção dos Animais
Sugestões de Leitura
Fotos
Vídeos
Links
Fale Conosco
InFAP
Instituto de Formação e Ação em Políticas Sociais
Porque Devo Castrar cães e gatos?
RGA
Leis e Proteção
Denúncia e Maus Tratos
Vegetarianismo e Veganismo
Porque Devo Castrar cães e gatos?



Por que devo castrar cães e gatos? Onde castrar a preços reduzidos ou gratuitamente?


Esterilização (castração): O que é?


Esterilizar é prevenir o abandono

Além de prevenir doenças, a esterelização garante o bem-estar dos animais e representa a única medida eficaz no controle das populações de cães e gatos.

Somente com a esterilização diminuirá o número de animais abandonados e sacrificados, pois a principal causa do abandono é o descontrole populacional. Uma cadela não esterilizada e seus descendentes podem gerar, em seis anos, 64.000 animais. E não existem lares responsáveis para todos.

Impedir a cada cio que o animal cruze, mas mantê-lo com os instintos para isso, representa uma constante frustração. A esterilização de cães e gatos, fêmeas e machos, é uma cirurgia que impedirá a procriação. Ela deverá ser feita por médico veterinário experiente, e o animal deverá estar sob o efeito de anestesia geral. A esterilização do macho é mais fácil e mais rápida. A esterilização das fêmeas - que consiste na retirada de útero e ovários - requer alguns dias de atenção após a cirurgia, até a completa cicatrização. Atualmente muitos veterinários utilizam nova técnica para a esterilização das fêmeas, menos invasiva, na qual o corte é menor, tornando a cirurgia e a recuperação mais rápidas. Consulte seu veterinário ou faculdades de veterinária e entidades de proteção animal.

Para os machos

Um macho esterilizado deixa de fugir tentando ir atrás de fêmeas no cio, tem menos necessidade de marcar território com urina, porém continua guardião da casa e da família.


Para as fêmeas

Uma fêmea esterilizada deixa de atrair a legião de machos à sua porta, não tenta fugir para cruzar e não tem mais cio, ou seja, não menstrua mais. Além disso, ela estará se livrando da piometra (infecção no útero) que atinge em média 60% das cadelas não esterilizadas, cujo tratamento inclui a esterilização.

Esterilize seu animal (macho ou fêmea) antes da puberdade. Não é necessário aguardar o primeiro cio de sua cadela ou gata para esterilizar. E recomendada a esterilização antes da puberdade, a partir de 2 meses de idade, cujas vantagens são:

  • saúde: cadelas e gatas esterilizadas antes da puberdade reduzem em mais de 90% as chances de terem câncer de mama;
  • conforto e bem-estar: a recuperação pós-cirurgia é mais rápida.


Castração a preços reduzidos

Esterilizações a baixo custo são realizadas em diversas clínicas veterinárias em todo o país. Várias delas estão relacionadas aqui.


Castração gratuita

Verifique também se a Prefeitura de sua cidade realiza o procedimento gratuitamente, através dos Centros de Controle de Zoonoses ou de grupos de defesa animal cadastrados.


O QUE NÃO FAZER

Não aplique injeção anticoncepcional (hormônio) em fêmeas, ela é totalmente contra-indicada. Se o fizer, você estará prejudicando a cadela, talvez condenando-a a uma morte sofrida e precoce. O único método de controle populacional indicado pela Organização Mundial da Saúde é a esterilização cirúrgica de fêmeas e machos caninos ou felinos. Hoje existe também a esterilização química de machos felinos e caninos.

As injeções de hormônio prejudicam as fêmeas e podem provocar a piometra (infecção do útero), cujo tratamento inclui a urgente esterilização (do contrário o animal pode vir a óbito por septicemia).

Há ainda o perigo de os guardiões daquele animal não perceberem a tempo os sintomas da piometra, que podem ser inapetência (nem todos os animais) e corrimento (discreto) de secreção amarelada (pus) pela vagina. Se for um animal de rua ou semi-domiciliado, dificilmente serão percebidos os sintomas.

Veja abaixo a opinião da Dra. Vanessa Mollica Caetano Teixeira - Médica veterinária - Especialista em clínica e cirurgia – UFV Mestre em cirurgia – Unesp:

"O uso de anticoncepcionais é um dos principais causadores de aparecimento de tumores de mama, infecções uterinas e tumores uterinos e de ovário, além de predisporem a doenças endócrinas, como o hiperadrenocorticismo, e promoverem resistência insulínica, provocando o surgimento da diabetes mellitus. Também pode ser observada falha, ausência ou descoloração do pelo no local da aplicação.

No caso da infecção de útero, o tratamento é a retirada do órgão de forma emergencial, antes que o animal entre no quadro de infecção generalizada, toxemia associada à insuficiência renal, colapso e morte."

Veja estas e outras informações nos links abaixo:

http://www.petshopauqmia.com.br/2010/05/os-perigos-do-uso-de-anticoncepcionais-em-caes-e-gatos/

http://blog-da-belka.blogspot.com/2010/08/uso-de-anticoncepcionais-em-gatas-e.html

http://www.suipa.org.br/br/index800.asp?pg=duvidas.asp&pg2=3


Fonte
:
Instituto Nina Rosa



Quem SomosNotícias e EventosOportunidadesProjetosProjeto "Pegada Ambiental" - FEMADesenvolvimento SustentávelProteção dos AnimaisSugestões de LeituraFotosVídeosLinksFale Conosco